Top 10: Maiores esnobados pelas indicações ao Oscar 2014

Top 10: Maiores esnobados pelas indicações ao Oscar 2014

 

A disputa pelas estatuetas do Oscar começa bem antes da premiação, que nesse ano está marcada para o dia 2 de março. Como em qualquer eleição, há campanhas defendendo vários candidatos, e as primeiras decepções ocorrem quando os indicados são revelados. Um dia após conhecermos os concorrentes às estatuetas douradas (veja a lista completa aqui), o Cine Festivais reuniu na lista abaixo os dez maiores esnobados pelo anúncio dessa quinta-feira (16). Conheça todos eles a seguir.

 

10 – Daniel Brühl (ator coadjuvante)

 

Rush – No Limite da Emoção, o filme de Ron Howard sobre a disputa dentro e fora das pistas entre os pilotos de Fórmula 1 Niki Lauda e James Hunt, recebeu boa acolhida de publico e crítica, mas acabou sendo esnobado completamente pela Academia, sem nenhuma indicação.

A obra era cotada para concorrer aos prêmios de som e maquiagem, mas tinha como principal postulante o ator Daniel Brühl, que almejava uma vaga entre os melhores coadjuvantes por sua atuação no papel de Lauda. A indicação ao Globo de Ouro, porém, não fez com que Brühl deixasse seus concorrentes para trás.

 

9 – James Gandolfini (ator coadjuvante)

 

Falecido em junho do ano passado, Gandolfini ficou marcado pelo papel de Tony Soprano na série de TV Família Soprano, mas também atuou em diversos filmes. Um deles, À Procura do Amor, foi lançado após a sua morte e poderia lhe conceder uma indicação póstuma para a categoria de melhor ator coadjuvante – algo que já havia acontecido com Heath Ledger, que venceu esse prêmio em 2009. A Academia, no entanto, esnobou Gandolfini.

 

8 – Wong Kar Wai (filme em língua estrangeira)

 

O belo épico de Wong Kar Wai sobre kung fu ficou fora dos indicados a melhor filme em língua estrangeira, apesar de ter sido lembrado nas categorias de fotografia e figurino. Com uma filmografia aclamada por premiações do mundo inteiro, o diretor chinês permanece na lista de grandes cineastas estrangeiros esnobados pela academia americana.

Se O Grande Mestre traz uma magistral recriação de época submetida às cores de Kar Wai, tais valores não foram suficientes para que o longa competisse com os fortes indicados desse ano (leia crítica sobre o filme aqui). O italiano A Grande Beleza, de Paolo Sorrentino, é o favorito na categoria.

 

7 – Oprah Winfrey (atriz coadjuvante)

 

Quando foi lançado nos EUA, em agosto do ano passado, O Mordomo da Casa Branca foi apontado como um dos favoritos ao Oscar de 2014. Com sucesso de bilheteria, o filme dirigido por Lee Daniels contava com potenciais candidatos aos prêmios de atuação: Forrest Whitaker (vencedor do prêmio de melhor ator por O Último Rei da Escócia) e Oprah Winfrey (indicada como coadjuvante por A Cor Púrpura, em 1986).

Os meses passaram, a recepção da crítica não foi das melhores, e o filme acabou perdendo força para a temporada de premiações. O resultado disso se viu na última quinta (16): nem Daniels, nem Whitaker, nem Oprah - O Mordomo… acabou sem nenhuma indicação ao Oscar.

 

6 – Irmãos Coen (direção e roteiro)

 

Não foi por falta de campanha que Inside Llewyn Davis – Balada de Um Homem Comum não obteve mais indicações ao Oscar. Os produtores do filme dos irmãos Joel e Ethan Coen compraram muitos espaços em sites, jornais e revistas para promoverem a obra (prática comum entre os postulantes), mas o longa só recebeu menções nas categorias de mixagem de som e fotografia.

Isso, porém, não diminui em nada as qualidades do filme, que recebeu o Grande Prêmio do Júri no último Festival de Cannes e abriu a última Mostra Internacional de Cinema de São Paulo (leia crítica sobre o filme aqui). A melancólica imersão na vida de um talentoso e fracassado cantor de folk merece ser descoberta quando chegar ao Brasil, o que está previsto para ocorrer em 14 de fevereiro.

 

5 – Emma Thompson (atriz)

 

Lembrada desde o começo da temporada de premiações por sua atuação em Walt Nos Bastidores de Mary Poppins, a atriz inglesa – que interpreta na obra a autora do romance Mary Poppins no momento em que o livro está sendo adaptado para o cinema – acabou preterida por Amy Adams, que cresceu na reta final após a conquista do Globo de Ouro de melhor atriz em comédia ou musical por Trapaça.

 

4 – Adèle Exarchopoulos (atriz)

 

Apesar de o filme de Kechiche não fazer o estilo da Academia, a atuação de Adèle Exarchopoulos foi reconhecida por diversas associações de críticos americanos (foi premiada em Los Angeles, Ohio e Chicago, além de nomeações em Washington e Nova York), todas parâmetros para o Oscar.

A atriz francesa, de apenas 20 anos, edifica um filme de três horas em que boa parte das cenas consiste em closes no seu rosto. O desempenho, já emblemático no que cabe à entrega de uma atriz a um personagem, era uma oportunidade e tanto para o Oscar nos surpreender positivamente.

 

3 – Tom Hanks (ator e ator coadjuvante)

 

Quando a temporada de premiações começou, Tom Hanks surgiu como nome de destaque, podendo obter indicações aos prêmios de melhor ator principal, por Capitão Phillips, e melhor ator coadjuvante, por Walt Nos Bastidores de Hollywood. Não será dessa vez, porém, que Hanks levará o seu terceiro Oscar (ganhou por Filadélfia e Forrest Gump, respectivamente em 1994 e 1995).

 

2 – Robert Redford (ator)

 

Astro de Hollywood há algum tempo longe dos holofotes, Redford teve a atuação em Até O Fim, novo filme de J.C. Chandor, apontada como possível caminho para o seu terceiro Oscar (ganhou como diretor por Gente Como a Gente, em 1981. e também recebeu um troféu honorário pela carreira, em 2002).

No entanto, a difícil atuação como um navegador que luta para sobreviver depois que seu veleiro é destruído parcialmente, em um filme com poucas falas e focado unicamente no personagem de Redford, acabou não convencendo a Academia a lhe dar uma indicação.

 

1 – Paul Greengrass (direção)

 

O diretor de Capitão Phillips recebeu indicações aos prêmios do Sindicato dos Diretores dos EUA, da Academia Britânica de TV e Artes Cinematográficas (Bafta) e da Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood, responsável por conceder o Globo de Ouro. Com os cineastas dos três filmes favoritos (Trapaça, Gravidade e 12 Anos de Escravidão) praticamente garantidos, a disputa pelas duas vagas restantes ficou entre Alexander Payne (Nebraska), Martin Scorsese (O Lobo de Wall Street) e Greengrass, e o último acabou ficando fora da lista.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*