O Som ao Redor está fora da disputa pelo Oscar

O Som ao Redor está fora da disputa pelo Oscar

 

O filme brasileiro O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, está fora da disputa pelo Oscar de melhor filme em língua estrangeira. Indicada pelo país para concorrer ao prêmio, a obra pernambucana não foi incluída na lista de nove longas-metragens que continuam na disputa. Em 16 de janeiro, os cinco finalistas da categoria serão conhecidos.

Os nove filmes anunciados nesta sexta-feira (20) como candidatos remanescentes são: Alabama Monroe, de Felix Van Groeningen (Bélgica); Um Episódio na Vida de um Catador de Ferro-Velho, de Danis Tanovic (Bósnia); A Imagem que Falta, de Rithy Panh (Camboja); A Caça, de Thomas Vinterberg (Dinamarca); Duas Vidas, de Georg Maas e Judith Kaufmann (Alemanha); O Grande Mestre, de Wong Kar-Wai (Hong Kong), The Notebook, de Janos Szasz (Hungria), A Grande Beleza, de Paolo Sorrentino (Itália), e Omar, de Hany Abu-Assad (Palestina).

O Som ao Redor foi incluído em 2012 na lista dos dez melhores filmes do ano do conceituado crítico A.O. Scott, do New York Times, e apareceu também na lista do melhores de 2013 da revista Variety. O sucesso de crítica e em festivais de cinema do mundo todo, entretanto, não foi suficiente para que o filme conquistasse uma vaga entre os semifinalistas ao prêmio, algo que aconteceu pela última vez com um filme brasileiro em 2008, com O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias, de Cao Hamburger. O último filme do país a chegar entre os cinco indicados foi Central do Brasil, de Walter Salles, em 1999.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*