Lições de Harmonia, do Cazaquistão, é eleito melhor filme da Mostra

Lições de Harmonia, do Cazaquistão, é eleito melhor filme da Mostra

 

A 37ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo anunciou em cerimônia na noite desta quinta-feira (31) os filmes premiados desta edição do evento. Na seção Novos Diretores, que reúne filmes de cineastas que tenham realizado até dois longas-metragens, o vencedor foi o cazaque Lições de Harmonia, de Emir Baigazin. O mexicano La Jaula de Oro, de Diego Quemada-Díez, recebeu uma menção honrosa do júri de ficção.

Na premiação da crítica a situação se inverteu: a obra de Quemada-Díez ficou com o troféu principal e o filme de Baigazin recebeu junto com O Militante, de Manolo Nieto, uma menção honrosa. Veja a seguir a lista com todos os vencedores.

 

PRÊMIOS DO JÚRI – COMPETIÇÃO NOVOS DIRETORES

Melhor Filme de Ficção:

LIÇÕES DE HARMONIA (HARMONY LESSONS), de Emir Baigazin (Cazaquistão, Alemanha, França)

Menção Honrosa:

LA JAULA DE ORO, de Diego Quemada-Díez (México)

Melhor Filme Documentário:

PLANO PARA PAZ (PLOT FOR PEACE), de Carlos Agulló e Mandy Jacobson (África do Sul)

Menção Honrosa:

EU VOU SER ASSASSINADO, de Justin Webster (Espanha, Reino Unido)

 

PRÊMIOS DA CRÍTICA

Melhor Filme:

LA JAULA DE ORO, de Diego Quemada-Díez (México)

Menção Honrosa:

LIÇÕES DE HARMONIA (HARMONY LESSONS), de Emir Baigazin (Cazaquistão, Alemanha, França)

O MILITANTE (EL LUGAR DEL HIJO), de Manolo Nieto (Uruguai, Argentina)

 

PRÊMIO ABRACCINE

RIOCORRENTE, de Paulo Sacramento (Brasil)

 

PRÊMIO DO PÚBLICO

Melhor Filme de Ficção Estrangeiro:

PAIS E FILHOS (LIKE FATHER, LIKE SON), de Hirokazu Kore-Eda (Japão)

Melhor Filme de Ficção Brasileiro (Prêmio Cinemark):

ATÉ QUE A SBÓRNIA NOS SEPARE, de Ennio Torresan Jr e Otto Guerra (Brasil)

* O filme receberá também o prêmio da Rede Cinemark de R$ 25 mil

Melhor Documentário Estrangeiro:

PLANO PARA PAZ (PLOT FOR PEACE), de Carlos Agulló e Mandy Jacobson (África do Sul)

Melhor Documentário Brasileiro (Prêmio Cinemark):

OUTRO SERTÃO, de Adriana Jacobsen e Soraia Vilela (Brasil)

* O filme receberá também o prêmio da Rede Cinemark de R$ 15 mil

 

PRÊMIO DA JUVENTUDE

Melhor Filme Estrangeiro:

VAI, EDDY! (ALLEZ, EDDY!), de Gert Embrechts (Bélgica)

Melhor Filme Brasileiro:

O MENINO E O MUNDO, de Alê Abreu (Brasil)

 

PRÊMIO LEON CAKOFF

Ettore Scola

Hector Babenco

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.

*