No Intenso Agora, novo trabalho do cineasta carioca João Moreira Salles (de Entreatos, Nelson Freire e Santiago), vai fazer a sua estreia mundial na seção Panorama Dokumente do 67º Festival de Berlim, que acontece entre os dias 9 e 19 de fevereiro.

Narrado em primeira pessoa, o documentário tem como tema alguns dos principais eventos históricos ocorridos nos anos 60. Segundo o comunicado do festival, o filme “justapõe uma cornucópia de materiais de arquivo, documentando os eventos ocorridos em Paris em 1968 e contando com imagens amadoras da Primavera de Praga e filmagens de uma sociedade chinesa confiante sob o regime de Mao”. O trabalho é uma reflexão política particular que relembra a experiência que a mãe do diretor teve naquela época.

Com a adição do filme de Salles, o Brasil já tem confirmados nove filmes no próximo Festival de Berlim, sete longas e dois curtas-metragens. Relembre a seguir os trabalhos anteriormente anunciados.

 

Competição oficial de longas-metragens

- Joaquim, de Marcelo Gomes

 

Competição oficial de curtas-metragens

- Estás Vendo Coisas, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca

 

Panorama

- Vazante, de Daniela Thomas

- Pendular, de Júlia Murat

 

Generation 14plus

- Não Devore Meu Coração, de Felipe Bragança

- Mulher do Pai, de Cristiane Oliveira

 

Generation Kplus

- As Duas Irenes, de Fábio Meira

- Em Busca da Terra Sem Males, de Anna Azevedo (curta-metragem)

 

Leia também:

>>> Em entrevista exclusiva, João Moreira Salles fala sobre Eduardo Coutinho