Pelo sexto ano consecutivo, um dos principais eventos do cinema independente brasileiro trará parte de sua programação para a capital paulista. A Mostra Tiradentes SP acontece de 15 a 21 de março no CineSesc, e este ano traz uma novidade: o Lab | Imersão DocBrasil, ministrado pelo curador Cleber Eduardo, que vai reunir projetos de documentário em fase de desenvolvimento de roteiro e/ou em pré-produção, em encontros para análise e discussão das propostas de longa-metragem, buscando promover uma imersão nas ideias, escolhas, particularidades e estéticas de cada trabalho.

Dos 38 inscritos originários de 10 estados do País – Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo – cinco foram selecionados para integrar o laboratório. São eles: A Pedra do Sino, de Luana Cabral (ES); Borracharia 2 Irmãos, de Tom Laterza (SP); Cais, de Safira Moreira dos Santos (BA); Escrito em Ossos, de Tainá Muhringer (SP); e Mulheres Not Dead, de Marília Cunha (BA). Participarão do laboratório dois representantes de cada projeto, o diretor e um produtor. Os encontros serão realizados nas tardes de 16 a 19 de março, no CineSesc.

“Um aspecto muito importante considerado na seleção foi relacionado ao ponto de produção em que o projeto está. Ele não pode estar nem muito fechado (muito pronto para ser filmado) e nem muito no início, porque não tem um desenvolvimento sólido de ideias para conversar. Esse foi um dos critérios utilizados: independente de tema ou currículo dos envolvidos, os projetos tinham que estar em um ponto no qual eu consiga estabelecer um diálogo que seja frutífero para eles”, comenta Cleber Eduardo.

Também pela primeira vez, haverá um homenageado escolhido especialmente para a itinerância paulista: o ensaísta, professor e pesquisador Ismail Xavier. Com uma vida dedicada ao cinema brasileiro e consistente currículo que agrega publicações de livros, pesquisas, formação de gerações de realizadores e pesquisadores, Ismail receberá o Troféu Barroco no dia 15 de março, durante a cerimônia de abertura do evento.

Integra também a homenagem a exibição do filme Escola de Cinema, dirigido por Angelo Ravazi, um documentário sobre a Escola de Comunicação e Artes da USP, na qual Ismail Xavier é hoje Professor Emérito. A sessão especial será no dia 17 de março, sábado, às 16h30, seguida de um debate com o diretor, o homenageado e mediação do curador Cleber Eduardo.

No dia 20, terça-feira, às 19h, no hall do CineSesc, será promovido o debate “O Chamado Realista Em São Paulo”, com a participação de Jéssica Queiroz e Rubens Passaro (cineastas) e mediação da curadora Camila Vieira. A conversa dá continuidade às discussões iniciadas durante a 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes (janeiro) com foco nas questões e enfoques do cinema brasileiro contemporâneo no contexto da temática Chamado Realista, destacando o cenário e produção paulista.

A programação completa da Mostra Tiradentes SP pode ser acessada em seu site oficial.