A 40ª Mostra de São Paulo vai exibir 322 filmes entre os dias 20 de outubro e 2 de novembro de 2016. Para facilitar a escolha do leitor/cinéfilo, o Cine Festivais criou um guia para o evento, no qual agrupou filmes que se relacionam de diferentes maneiras. Veja a seguir os trabalhos que fazem parte de cada grupo e programe-se!

(Clicando no tema de seu interesse dentro do Guia da 40ª Mostra de São Paulo, o leitor será direcionado para os filmes desse grupo. Para regressar ao topo, basta clicar no botão “voltar” em seu navegador. Para conhecer os horários de exibição dos filmes, clique no nome das obras).

 

- Filmes premiados em festivais brasileiros

- Filmes premiados em festivais internacionais

- Filmes com atuações premiadas em festivais

- Filmes que abordam o universo musical

- Filmes ambientados na Segunda Guerra Mundial

- Filmes relacionados a outras guerras

- Filmes sobre amadurecimento de jovens

- Filmes relacionados ao universo LGBT

- Curtas-metragens de grandes diretores

- Documentários sobre artistas

- Documentários sobre diretores de cinema

- Filmes que retratam o universo teatral

- Filmes relacionados ao universo da pintura

- Filmes que abordam o universo da dança

- Filmes que abordam o universo da fotografia

- Filmes que abordam o universo da poesia

- Filmes que tratam de temáticas indígenas

- Filmes que retratam a terceira idade

- Filme que abordam a questão dos refugiados

- Filmes sobre conflitos de identidade

- Filmes ligados ao universo do cinema fantástico

- Filmes com tramas sobre investigações

- Filmes que levantam conflitos morais

- Filmes que falam sobre tradições rompidas

- Filmes que discutem questões metafísicas

.
Filmes premiados em festivais brasileiros

- Martírio, de Vincent Carelli

A pacífica e obstinada insurgência dos índios guarani-kaiowá para a recuperação de suas terras sagradas no estado do Mato Grosso do Sul. Vencedor do Prêmio Especial do Júri e do Júri Popular no Festival de Brasília.

- A Luta do Século, de Sérgio Machado

O documentário narra a trajetória dos pugilistas Reginaldo Holyfield e Luciano Todo Duro, que encontraram no boxe uma maneira de escapar da miséria e tornaram-se dois dos maiores ídolos do esporte nordestino. Eles lutaram seis vezes, com três vitórias para cada lado. Durante as filmagens, os inimigos, já com mais de 50 anos, resolveram se enfrentar pela última vez. Vencedor do prêmio de Melhor Documentário no Festival do Rio.

- Mulher do Pai, de Cristiane Oliveira

Ruben e Nalu moram no campo, perto da fronteira entre Brasil e Uruguai. Quando ele percebe que a filha, aos 16 anos, já é uma mulher, uma perturbadora proximidade surge entre os dois. O estranhamento inicial dá lugar ao ciúme quando Rosario, uma atraente uruguaia, ganha espaço na vida de ambos. Vencedor do prêmio de Melhor Direção no Festival do Rio.

- O Último Trago, de Pedro Diógenes, Luiz Pretti e Ricardo Pretti

Em três épocas distintas, trava-se uma luta contra a opressão. A história se repete, porém, é atravessada pelo imprevisível, alimentando o espírito revolucionário. Vencedor de três prêmios no Festival de Brasília (montagem, fotografia e atriz coadjuvante).

- Guerra do Paraguay, de Luiz Rosemberg Filho

Um soldado volta da Guerra do Paraguai e encontra um grupo de teatro nos dias atuais. Vencedor do Prêmio da Crítica no Cine PE.

- A Cidade do Futuro, de Cláudio Marques e Marília Hughes

Milla, Gilmar e Igor formarão uma família fora dos padrões em Serra do Ramalho, no sertão da Bahia. Vencedor do Prêmio do Público no Olhar de Cinema.

.
Filmes premiados em festivais internacionais

- O Nascimento de Uma Nação, de Nate Parker

Nat Turner, um ex-escravo estadunidense, lidera um movimento em 1831 para a libertação dos afro-americanos na Virgínia, o que resulta em uma violenta retaliação por parte dos brancos. Vencedor do Grande Prêmio do Júri da seção filmes americanos e do Prêmio do Público no Festival de Sundance.

- Cinema Novo, de Eryk Rocha

Um filme-ensaio que investiga um dos principais movimentos cinematográficos latino-americanos, por meio do pensamento e de fragmentos de filmes dos seus principais autores. Vencedor do Olho de Ouro (melhor documentário) no Festival de Cannes.

- O Apartamento, de Asghar Farhadi

Obrigados a sair do apartamento onde vivem por causa de obras no prédio vizinho, Emad e Rana se mudam para um novo flat no centro de Teerã. Um incidente ligado ao antigo morador vai mudar drasticamente a vida do jovem casal. Vencedor do Prêmio de Melhor Roteiro e Melhor Ator para Shahab Hosseini no Festival de Cannes.

- Canção Para Um Doloroso Mistério, de Lav Diaz

Andrés Bonifacio y de Castro é considerado o pai da Revolução Filipina contra o domínio colonial espanhol durante o final do século 19. A busca pelo corpo de Andrés Bonifacio torna-se uma jornada épica por meio da história, da literatura e da mitologia. Vencedor do prêmio Alfred Bauer no Festival de Berlim.

- Sem Deus, de Ralitza Petrova

Em uma remota cidade da Bulgária, Gana cuida de idosos com demência e vende os documentos de identidade deles no mercado negro. Nada parece ter consequências para ela, nem mesmo o assassinato de um paciente que ameaça expor sua atividade ilegal. As coisas começam a mudar quando Gana escuta Yoan, um novo paciente, cantando. A crescente empatia por ele desperta a consciência dela, mas quando Yoan é preso por fraude, Gana aprende que fazer a coisa certa tem um alto preço. Vencedor dos prêmios Leopardo de Ouro de Melhor Filme e Melhor Atriz para Irena Ivanova no Festival de Locarno.

- Radio Dreams, de Babak Jalali

É um grande dia para uma pequena estação de rádio que faz suas transmissões em persa, diretamente de São Francisco, nos EUA: a banda Metallica irá tocar no estúdio junto com o Kabul Dreams, o primeiro grupo de rock do Afeganistão. Mas antes de tudo, o cotidiano intervirá ironicamente. Vencedor do prêmio de Melhor Filme no Festival de Roterdã.

- Morte em Sarajevo, de Danis Tanovic

Em Sarajevo, o Hotel Europe se encontra em uma movimentada preparação para a festa de gala da União Europeia em memória do centenário do assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando. Caso esse importante jantar político dê errado, o hotel, já hipotecado, será tomado pelo banco. Do telhado do imóvel até o porão, passando pela recepção, lavanderia e cozinha, as crescentes tensões transformam o Hotel Europe em uma panela de pressão ideológica. Vencedor do Grande Prêmio do Júri e do Prêmio da Crítica no Festival de Berlim.

- Animais Noturnos, de Tom Ford

Susan Morrow, dona de uma galeria de arte, é assombrada pelo romance dedicado a ela e escrito pelo seu ex-marido, com quem não tem contato há anos. O livro é um thriller violento que Susan interpreta como uma ameaça velada e um conto simbólico de vingança. Vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Veneza.

- O Dia Mais Feliz na Vida de Oli Makki, de Juho Kuosmanen

No verão de 1962, Olli Mäki tem a chance de disputar o título mundial dos pesos-penas de boxe. Em todos os lugares, do interior da Finlândia às luzes da cidade de Helsinque, tudo está pronto para o seu sucesso iminente. A única coisa que ele precisa fazer é perder peso e se concentrar. No entanto, há um problema: Olli está apaixonado por Raija. Vencedor da seção Um Certo Olhar do Festival de Cannes.

- Mimosas, de Oliver Laxe

Uma caravana leva um xeque moribundo pela parte marroquina da cordilheira do Atlas. Seu último desejo é ser enterrado na cidade medieval de Sijilmasa, mas a morte não espera. Said e Ahmed dizem que conhecem o caminho e prometem levar o corpo do soberano ao destino. Em outro mundo, Shakib é escolhido para sua primeira missão: ajudar os viajantes a cumprir a palavra que deram. Vencedor da Semana da Crítica no Festival de Cannes.

- Estados Unidos Pelo Amor, de Tomasz Wasilewski

Polônia, 1990. O país está em euforia pela liberdade alcançada, mas também há um sentimento de incerteza com o futuro. Quatro mulheres de diferentes idades, aparentemente felizes, decidem que é hora de mudar suas vidas e lutar por seus desejos. Agata é uma jovem mãe, presa em um casamento infeliz, que busca refúgio em outro relacionamento impossível. Renata é uma professora mais velha fascinada pela vizinha, Marzena —uma bela e solitária mulher cujo marido trabalha na Alemanha. Iza, a irmã de Marzena, é uma diretora apaixonada pelo pai de um de seus alunos. Vencedor do Urso de Prata de melhor roteiro no Festival de Berlim.

- As Ruas, de María Aparício

Em Puerto Pirámides, uma pequena cidade da Patagônia argentina, as ruas não têm nome. Julia, professora da única escola local, desenvolve, então, um projeto com seus alunos com um objetivo: nomear as vias. Nessa jornada, eles escutam diferentes relatos em que os antigos moradores, o mar, os pescadores, os trabalhadores rurais e as costas marítimas são alguns dos temas essenciais. Vencedor do prêmio de Melhor Diretora na competição latino-americana do Bafici.

- Futuro Perfeito, de Nele Wohlatz

Xiaobin tem 17 anos e não sabia falar uma palavra em espanhol quando chegou à Argentina. No entanto, poucos dias depois, ela já tinha um novo nome, Beatriz, e um emprego em um supermercado chinês. Quanto melhor seu espanhol fica, mais ela intervém na escrita do filme. O futuro perfeito se torna, então, a sala de ensaio para sua nova vida. Vencedor do prêmio de Melhor Primeiro Longa-Metragem no Festival de Locarno.

.
Filmes com atuações premiadas em festivais

- Elon Não Acredita na Morte, de Ricardo Alves Jr.

Como faz todos os dias, Elon vai buscar a mulher no trabalho, mas dessa vez ela não está. Ele também não a encontra em casa e, por isso, começa a refazer o caminho que Madalena faz diariamente. Na manhã seguinte, Elon vai à polícia e registra o desaparecimento, vai a hospitais e necrotérios. Sozinho, ele vaga pela cidade, procurando notícias sobre o súbito e misterioso desaparecimento da esposa. Prêmio de Melhor Ator para Rômulo Braga no Festival de Brasília.

- Ma’ Rosa, de Brillante Mendoza

Ma’ Rosa tem quatro filhos. Ela é dona de uma pequena loja de conveniência em um bairro pobre de Manila, onde todos gostam dela. Para conseguir fechar as contas, Rosa e seu marido, Nestor, vendem drogas em pequenas quantidades. Um dia, os dois são presos e seus filhos farão de tudo para conseguir a liberdade dos pais ante os policiais corruptos. Vencedor do prêmio de Melhor Atriz para Jaclyn Jose no Festival de Cannes.

- São Jorge, de Marco Martins

Afundado em dívidas, Jorge é um boxeador desempregado que está prestes a ser abandonado por sua esposa brasileira e seu filho pequeno. Apesar de relutante, ele aceita um trabalho em uma agência de cobranças que o arrasta para um mundo de violência e crime. Vencedor do Prêmio de Melhor Ator para Nuno Lopes na Mostra Horizontes no Festival de Veneza.

- A Última Família, de Jan P. Matuszynski

Enquanto o pintor Zdzisław Beksiński grava tudo ao seu redor com sua adorada filmadora, uma saga familiar se desenrola durante 28 anos, por meio de distópicas e perturbadoras pinturas, experiências de quase morte, tendências de dance music e funerais. Vencedor do prêmio de Melhor Ator para Andrzej Seweryn no Festival de Locarno.

- Tempestade, de Samuel Collardey

Dom tem 36 anos e trabalha no barco pesqueiro do porto de Les Sables d`Olonne, uma pequena cidade no oeste da França. Ele está acostumado a sair para o mar aberto por, pelo menos, três semanas consecutivas. Apesar de suas ausências em casa, seus filhos adolescentes decidem viver com ele —após o marinheiro e a mulher se divorciarem. Mas quando Mailys, sua filha, fica grávida, Dom terá de escolher entre o mar e a família. Vencedor do prêmio de melhor ator para Dominique Leborne na mostra Horizontes do Festival de Veneza em 2015.

 
.
Filmes que abordam o universo musical

- Junction 48, de Udi Aloni

Kareem leva uma vida sem rumo, trabalhando em empregos estranhos e passando tempo com os amigos. Uma tragédia familiar o faz se aproximar da namorada, Manar, que é cantora, e o motiva a participar de um grupo de hip hop. Como consequência, ele tem de lidar, de um lado, com um confronto agressivo com rappers judeus nacionalistas, e de outro, com a violência que existe na sua própria comunidade conservadora.

- O Homem Bruxa, de André Abujamra e Caio Carvalho

O filme é o registro do quarto trabalho solo do multiartista André Abujamra. Filho do antológico Antônio Abujamra, André homenageia o pai no espetáculo/show/filme e se firma como um dos grandes artistas criativos do Brasil.

- Raving Iran, de Susanne Regina Meures

Anoosh e Arash estão no centro da cena da música eletrônica underground de Teerã. Cansados de terem de se esconder da polícia, eles organizam uma última rave sob condições perigosas no deserto. Quando Anoosh é preso, parece não restar mais nenhuma esperança. Mas então eles recebem um telefonema do maior festival de techno do mundo.

- Cantando em Cemitérios, de Bradley Liew

Pepe, um homem de 68 anos, cover de uma lenda do rock filipino, vive sozinho no limite entre a realidade, a imaginação e o misticismo. Um dia, ele finalmente tem a chance de abrir o show de seu ídolo, mas, para isso, terá que fazer algo que nenhum deles tinha feito até então: escrever uma canção de amor.

- O Violinista, de Bauddhayan Mukherji

Um dia na vida de um violinista fracassado de Bollywood cuja vida não tem nada de excepcional. O acaso lhe dá uma oportunidade e ele acaba encontrando expressão em um lugar improvável. O dia se desdobra e revela verdades surpreendentes sobre música, arte, vida e sobrevivência.

- O Incrível Reino de Papa Alaev, de Tal Barda e Noam Pinchas

O retrato de uma famosa família de músicos tajiques — povos persas de origem iraniana— comandada pelo engraçado, carismático e arrogante patriarca Papa Alaev. Aos 80 anos de idade, ele começa a perder o controle sobre a sua “empresa familiar”, o que leva o seu império a uma severa e problemática transição da monarquia para a democracia.

- Axé: Canto do Povo de Um Lugar, de Chico Kertész

A história da axé-music revelada em detalhes, com os elementos determinantes para o nascimento desse gênero musical contados por meio de entrevistas com Araketu, Asa de Águia, Banda Mel, Banda Reflexos, Bell Marques, Caetano Velloso, Carlinhos Brown, entre outros.

- Canção de Lugar Nenhum, de Ayat Najafi

No Irã, desde a revolução de 1979, as mulheres são proibidas de cantar como solistas em público —ao menos na frente dos homens. Desafiando a censura e os tabus, Sara Najafi, uma jovem compositora, decide organizar um concerto para cantoras.

- Gurumbé. Canções de Sua Memória Negra, de Miguel Ángel Rosales

Com a exploração comercial das colônias americanas, milhares de africanos são levados a Sevilha, na Espanha, para serem vendidos como escravos. Música e dança fazem parte da sua expressão e são uma das características mais marcantes de sua identidade. A partir do século 19, a população negra começa a desaparecer e, neste mesmo período, começamos a ouvir falar de um novo tipo de música: o flamenco.

- Her Composition, de Stephan Littger

Uma talentosa estudante de composição musical com um persistente bloqueio criativo vê sua vida meticulosamente planejada desmoronar. Assim, ela passa a trabalhar como garota de programa de luxo na cidade de Nova York. A jovem, então, logo começa a transformar suas experiências com os clientes em música e os homens que visita em sua fonte de inspiração coletiva.

- O Ídolo, de Hany Abu-Assad

Mohammed Assaf, um cantor de casamentos que vive em Gaza, tem um objetivo quase impossível: competir no programa Arab Idol.

.
Filmes ambientados na Segunda Guerra Mundial

- 13 Minutos, de Oliver Hirschbiegel

Foram apenas 13 minutos que impediram o carpinteiro Georg Elser de mudar o curso da história. No dia 8 de novembro de 1939, ele instalou uma bomba atrás do púlpito de Adolf Hitler em um pub em Munique. O Führer, no entanto, deixou o local antes do previsto e sobreviveu à tentativa de assassinato. Elser é preso e, durante seu confinamento, recorda os acontecimentos e os motivos que o levaram a planejar o atentado.

- Solstício de Verão, de Michal Rogaski

Polônia, 1943. A amizade e o destino conectam um rapaz polonês do interior, a filha de um fazendeiro local, um jovem oficial alemão e uma garota judia de Varsóvia. Guido, Romek, Franca e Bunia se deparam com algo que os ameaça e, ao mesmo tempo, ajuda-os a fugir da dura realidade em que vivem: o amor. A improvável conexão entre os quatro, no contexto implacável de uma guerra, leva a uma série de tragédias.

- Sophie e o Sol Nascente, de Maggie Greenwald

Com a Segunda Guerra Mundial crescendo na Europa, o senhor Ohta, um estrangeiro ferido, aparece em uma cidade californiana sob circunstâncias misteriosas. Sophie, uma nativa, rapidamente se encanta pelo forasteiro e uma amizade começa a partir de um interesse mútuo pela arte, florescendo, assim, um namoro delicado e proibido.

- Klezmer, de Piotr Chrzan

É um dia ensolarado de verão em 1943. A Polônia está sob ocupação alemã. Um grupo de jovens, moradores de uma vila, vão à floresta para pegar madeiras e arbustos para uma fogueira. Eles conversam, flertam e fazem planos para o futuro. No entanto, esse passeio tem uma consequência inesperada: um acontecimento que irá mudar suas vidas e a vida de outras pessoas que aparecem conforme a história se desenvolve.

.
Filmes relacionados a outras guerras

- Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira

António vê sua vida ser brutalmente interrompida quando é enviado pelo Exército português para servir como médico em uma das piores zonas da Guerra Colonial Portuguesa — o leste de Angola. Aspirante a escritor, longe de tudo que ama, ele escreve cartas à mulher enquanto se afunda em um cenário de crescente violência.

- Sangue e Glória, de Sean Else

Situado em 1901, durante a Segunda Guerra dos Bôeres, o filme segue Willem Morkel, um bôere que teve a mulher e o filho assassinados. Capturado como prisioneiro de guerra, ele precisa sobreviver ao encarceramento no campo de concentração de St. Helena, além de derrotar o impiedoso coronel Swannell em seu próprio jogo, o rúgbi.

- Uma Bandeira Sem País, de Bahman Ghobadi

Helly Luv é uma cantora pop curda. Ela quer promover o Curdistão internacionalmente e, ao mesmo tempo, dar ao seu povo um ícone e um senso de comunidade. Nariman é um piloto que sofreu um acidente recentemente e que não pode mais voar. Ele dirige uma escola de aviação para crianças curdas e, com a ajuda delas, constrói um avião para o seu país. Ambos, Helly Luv e Nariman, querem ser uma força na sociedade; sociedade esta que lida desde sempre com as condições duras da vida, da guerra e dos ataques do Estado Islâmico.

- The Stopover, de Muriel Coulin e Delphine Coulin

Ao final da temporada de serviço no Afeganistão, duas jovens militares, Aurore e Marine, ganham três dias de “licença de descompressão” com o restante do pelotão em meio aos turistas em um resort cinco estrelas no Chipre. No entanto, não será fácil esquecer a guerra e deixar a violência para trás.

- Profundidade Dois, de Ognjen Glavonic

Enquanto a OTAN bombardeava a Iugoslávia em 1999, um caminhão com 53 corpos submergia no rio Danúbio perto da fronteira com a Romênia. O documentário usa as estruturas de um suspense para reconstruir essa atrocidade, dando voz às testemunhas, cujos depoimentos gravados são acompanhados por imagens do presente.

- Oscuro Animal, de Felipe Guerrero

A história de três mulheres forçadas a abandonar suas casas em uma região da Colômbia devastada pela guerra. A jornada de cada personagem, marcada pelo terror, as leva a uma caminhada a partir das profundezas da selva até os arredores de Bogotá, onde cada uma deve reunir força suficiente para começar uma nova vida.

- Um Estado de Liberdade, de Gary Ross

Durante a Guerra Civil norte-americana, um destemido agricultor do Sul, Newt Knight, parte para a rebelião armada contra a Confederação. A partir de sua união com outros pequenos agricultores e escravos locais, Knight incita uma revolta para se separar da Confederação e criar um estado livre. Ao longo dos anos, ele continua sua luta e enfrenta muitos outros desafios, além da Guerra Civil.

- Coma, de Sara Fattahi

Uma observação detalhada dos movimentos entre o presente e um passado sempre existente de três gerações de mulheres de uma mesma família. Coexistindo, mas separadas pela idade e pelo tempo que cada uma carrega em si, elas dividem experiências dolorosas e a busca por uma maneira de viver apesar das perdas e da agonia da guerra ao seu redor.

- Já Não É Mais Nossa Casa, de Kristof Gerega

O documentário demonstra o caminho absurdo que as coisas podem tomar quando a chamada consciência nacional desperta, e um ódio construído e, ao mesmo tempo, incontrolável, destrói para sempre a vida pacífica de uma comunidade. A guerra declara inimigas pessoas que sempre se consideraram apenas amigas e vizinhas.

.
Filmes sobre amadurecimento de jovens

- Heartstone, de Gudmundur Arnar Gudmundsson

Em uma remota vila de pescadores na Islândia, os adolescentes Thor e Christian têm um verão turbulento. Enquanto um tenta ganhar o coração de uma garota, o outro descobre novos sentimentos pelo melhor amigo. Quando a estação termina e a natureza hostil da Islândia reassume seu lugar, chega o momento deles enfrentarem a vida adulta.

- O Sonho de Greta, de Rosemary Myers

O mundo está se fechando em torno de Greta Driscoll. Às vésperas de fazer 15 anos, ela não consegue lidar com a ideia de abandonar sua infância, onde encontra todas as coisas que lhe dão conforto neste novo e incompreensível mundo.

- Os Demônios, de Philippe Lesage

Enquanto Montreal está enfrentando uma série de sequestros de garotos, Felix, um menino de dez anos, está terminando o ano escolar no subúrbio aparentemente tranquilo em que vive. Sensível e com a imaginação fértil, ele tem medo de tudo. Pouco a pouco, seus demônios imaginários começam a se parecer com aqueles do mundo ao seu redor.

- Arlette – A Coragem é um Músculo, de Florian Hoffmann

Uma viagem da África até Berlim se torna inesperadamente uma jornada da infância para a idade adulta. O filme se centra em Arlette, uma garota de 15 anos da República Centro-Africana que sofreu ferimentos graves na última guerra. Em Berlim, uma cirurgia a livra de uma dor constante na perna, o que a transforma tanto física quanto mentalmente.

- Alba, de Ana Cristina Barragán

Alba tem 11 anos. Uma tarde, sua mãe é internada no hospital e ela, então, passa a viver com Igor, o pai que ela mal conhece. Os esforços de Igor para se aproximar de Alba, as meninas do colégio e o primeiro beijo são estímulos que marcam sua entrada na adolescência e a aceitação de sua família.

- Baby Bump, de Kuba Czekaj

Mickey não é mais uma criança, mas ele não sabe quem é. O garoto não tem amigos, não entende sua mãe e não gosta do que está acontecendo com seu corpo. Realidade e imaginação se misturam. Aonde o encontro com o seu próprio corpo e o seu amadurecimento irão levá-lo?

- Mañana a Esta Hora, de Lina Rodriguez

Adelaida é uma garota de 17 anos que vive com os pais em Bogotá, na Colômbia. No auge da angústia da adolescência e vivendo uma crise de identidade, Adelaida está constantemente em conflito com Lena: em um minuto é doce, carinhosa e estudiosa; no outro, é feroz, tempestuosa e desafiadora. Até que uma tragédia faz a família se confrontar com o maior desafio que já viveram e a incerteza que o dia de amanhã traz.

- In the Blood, de Rasmus Heisterberg

É verão em Copenhague, tempo de dias intermináveis e noites descontraídas. Simon estuda medicina com o melhor amigo Knud. Juntos dos colegas Soren e Esben, eles vão a festas, bebem, paqueram e acordam no dia seguinte para fazer exatamente a mesma coisa novamente. Mas também é um momento de mudança entre os amigos e quanto todos, exceto Simon, decidem vender o apartamento que compartilham, cria-se uma tensão dentro do grupo.

- Don Juan, de Jerzy Sladkowski

Oleg, de 22 anos, não está à altura da ideia de homem real que sua mãe tem. Para ela, o rapaz é apenas um autista desocupado. O filme levanta questões sobre a distinção entre introversão e autismo. Quando Oleg poderá finalmente ser ele mesmo? A salvação pode vir eventualmente de uma fonte inesperada.

- Las Plantas, de Roberto Doveris

Durante o verão, Florencia, uma jovem de 17 anos, precisa cuidar de seu irmão, que se encontra em estado vegetativo. Ela dá banho, troca suas fraldas e aninha-se a ele na cama. De tempos em tempos, a menina lê para o irmão uma história em quadrinhos chamada Las Plantas, sobre almas de vegetais que tomam conta dos corpos das pessoas durante a lua cheia. Esse é também o momento em que Florencia começa a explorar sua sexualidade, conhecendo estranhos por meio da internet.

 
.
Filmes relacionados ao universo LGBT

- Eu, Olga Hepnarová, de Tomás Weinreb e Petr Kazda

Olga Hepnarová era uma jovem, lésbica e solitária, de uma família emocionalmente distante, e que não conseguiu desempenhar o papel que a sociedade desejava dela. Seu comportamento paranoico e sua incapacidade de se conectar a outras pessoas levaram-na ao limite quando ela tinha apenas 22 anos de idade.

- Nunca Vas a Estar Solo, de Alex Anwandter

Juan é um introvertido gerente de uma fábrica de manequins que vive sozinho com Pablo, seu filho gay de 18 anos. Quando o rapaz é vítima de um violento ataque homofóbico que o deixa hospitalizado, seu pai percebe o quão distantes e estranhos um do outro eles se tornaram. A falta de testemunhas e as exorbitantes contas do hospital forçam Juan a deixar a tranquila estabilidade de sua vida para reposicionar-se em um mundo preconceituoso.

- Divinas Divas, de Leandra Leal

Rogéria, Jane Di Castro, Divina Valéria, Camille K, Fujika de Halliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte Búzios são personagens icônicos da primeira geração de artistas travestis do Brasil que desafiaram a moral de um país no auge da ditadura militar, nos anos 1960 e 1970, em apresentações no Teatro Rival produzidas por Américo Leal, avô de Leandra Leal. O documentário relembra os 50 anos de carreira no palco, e a luta pelos direitos humanos e pelas liberdades individuais no Brasil de ontem e de hoje.

- A Glória e a Graça, de Flávia Ramos Tambelini

Ao descobrir um aneurisma cerebral impossível de ser operado, Graça resolve ir atrás de seu irmão Luiz Carlos, que, por conta de uma briga, não vê há 15 anos. Quando se encontram, Graça é surpreendida ao se deparar com Glória — uma travesti que deixou de ser Luiz Carlos e vive há muito tempo uma vida completamente diferente, como dona de um restaurante em Santa Teresa.

- Sexo, Pregações e Política, de Aude Chevalier-Beaumel e Michael Gimenez

O Brasil cria e vende uma imagem de sociedade em que a sexualidade é liberada e a diversidade respeitada. No entanto, esse mesmo Brasil se revela um país conservador, onde mulheres morrem em decorrência da proibição do aborto e onde há mais assassinatos de homossexuais e transexuais no mundo. Das vítimas até a esfera politica, o filme propõe um olhar afiado sobre o paradoxo da liberdade sexual.

.
Curtas-metragens de grandes diretores

- Me Leve Pra Casa, de Abbas Kiarostami

Abbas Kiarostami leva sua câmera para o sul da Itália e nos mostra um bonito e divertido vídeo das vielas e escadas de lá.

- Os Hedonistas, de Jia Zhangke

Na China, três trabalhadores desempregados da província de Shanxi procuram por emprego. A última esperança deles é serem contratados em um parque de diversões surreal. O curta faz parte da série Beautiful, produzida pelo Hong Kong International Film Festival Society (HKIFFS) e pela Heyi Pictures, em que diretores com diferentes bagagens culturais compartilham histórias de suas cidades natais.

- Pagliacci, de Marco Bellocchio

Em um teatro de uma cidadezinha acontecem os ensaios de uma adaptação da ópera I Pagliacci. Não há orquestra, apenas um piano e os cantores. A plateia também é pequena, formada pela mãe do cantor —uma mulher rica que financia o projeto—, a irmã dele, além das poucas pessoas que estão envolvidas no projeto. Durante uma sessão de hipnose, os filhos confrontam a mãe com todo seu sofrimento e ressentimento.

.
Documentários sobre artistas

- Pitanga, de Beto Brant e Camilo Pitanga

O filme investiga o percurso estético, político e existencial do ator Antonio Pitanga, que, dirigido por grandes cineastas —como Glauber Rocha, Cacá Diegues e Walter Lima Jr.—, foi destaque em alguns dos momentos de maior inquietação artística do cinema brasileiro.

- Burden, de Timothy Marrinan e Richard Dewey

A vida e a obra do pioneiro artista Chris Burden, que por 45 anos desafiou os limites aparentes da arte moderna de maneira inspiradora. Ele levou um tiro, foi eletrocutado, crucificado na traseira de um Fusca, entre outras performances.

- Wróblewski Segundo Wajda, de Andrzej Wajda

O diretor polonês Andrzej Wajda recorda de Andrzej Wróblewski como pintor e como amigo. Ele fala de um homem que enfrentou os desafios de seu tempo e buscou para si um lugar próprio. Wróblewski, segundo Wajda, é um artista genial, que teve de esperar muito tempo por reconhecimento, mas que não enxergava em si mesmo essa genialidade.

- Mifune: O Último Samurai, de Steven Okazaki

Toshiro Mifune (1920-1997) foi o mais importante ator da era de ouro do cinema japonês, atuando em quase 170 títulos, 16 deles dirigidos por Akira Kurosawa. A partir de imagens raras de arquivo e entrevistas com importantes atores e diretores que trabalharam com ele ou se inspiraram nele, o documentário fala sobre a vida e a carreira de Mifune e seu papel fundamental na evolução dos filmes de samurai e na história do cinema japonês.

.
Documentários sobre diretores de cinema

- David Lynch: A Vida de Um Artista, de Jon Nguyen, Olivia Neergard-Holm e Rick Barnes

Da sua criação idílica em uma pequena cidade até as sombrias ruas da Filadélfia, acompanhamos David Lynch pelos acontecimentos que moldaram o seu enigmático cinema. O documentário infunde Lynch em sua própria arte, sua música e seus primeiros filmes, lançando luz nos cantos escuros de seu universo, dando ao público uma melhor compreensão do cultuado diretor enquanto homem e artista.

- 76 Minutos e 15 Segundos com Kiarostami, de Seifollah Samadian

Uma homenagem ao cineasta iraniano Abbas Kiarostami (1940-2016). Realizado por um conterrâneo, amigo próximo e antigo colaborador, o filme compartilha 76 minutos e 15 segundos de momentos desconhecidos da vida e da obra do diretor em tributo aos seus 76 anos e 15 dias de percurso criativo. Um retrato que, por meio de imagens, revela mais de duas décadas de amizade em várias ocasiões dentro e fora do Irã: festivais de cinema, exposições, sessões fotográficas, eventos artísticos, workshops e episódios únicos do cotidiano.

- O Cinema, Manoel de Oliveira e Eu, de João Botelho

Uma viagem ao cinema de Manoel Oliveira (1908-2015), ao seu método, ao seu modo de filmar e às suas invenções cinematográficas. Mais de um século de vida, mais de um século de cinema.

.
Filmes que retratam o universo teatral

- Deserto, de Guilherme Weber

Um grupo de artistas viaja pelo sertão brasileiro apresentando um espetáculo. Ao chegar em um vilarejo, descobrem uma cidade abandonada, com casas, igreja e uma fonte que jorra água limpa, tal qual um milagre de um deserto bíblico. Cansada e combalida do dia a dia errante, a trupe decide se instalar na pequena vila e fundar uma nova comunidade, dando a si mesmos papéis diferentes daqueles que sempre exerceram. Essa nova configuração, entretanto, vai revelar a esses artistas os piores vícios da vida civil.

- Ogres, de Léa Fehner

Uma companhia francesa de teatro itinerante viaja de cidade em cidade com sua tenda de circo. Eles levam fantasia e desordem às pessoas. Orgulhosamente excêntricos, vivem como uma tribo, misturando família, trabalho, amor e amizade, sem ressalvas. Mas o retorno de uma antiga paixão e uma criança que está para nascer reabrirão feridas que eles pensavam estar curadas.

- Interrupção, de Yorgos Zois

Uma adaptação pós-moderna de uma tragédia grega clássica ocorre em um teatro no centro de Atenas. O público toma seus lugares e o espetáculo começa. De repente, as luzes se apagam. Alguns jovens, vestidos de preto e armados, sobem ao palco, pedem desculpas pela interrupção e convidam a plateia a se juntar a eles. As pessoas são cativadas pela ambivalência da situação, sem saber se o que está acontecendo faz parte da peça ou não. A encenação continua com uma importante diferença: a vida imita a arte e, não, o contrário.

- Vermelho Russo, de Charly Braun

Duas melhores amigas, um diretor de teatro, um triângulo amoroso, um país distante, muitos litros de vodca, temperaturas congelantes. O filme narra a jornada de duas atrizes brasileiras que decidem estudar o método Stanislavski em Moscou.

- Entrelinhas, de Emília Ferreira

Durante a noite de estreia de uma peça teatral que lida com conflitos entre amor e trabalho, Skene —seu controlador diretor— tem uma epifania sobre como essa obra se construiu. Os limites entre vida real e ficção começam a se confundir, ao mesmo tempo em que Skene começa a suspeitar que ele possa ser apenas um personagem dessa trama, enquanto se vê às voltas com questões existenciais.

- Górgona, de Pedro Jezler e Fábio Furtado

Endividada pela montagem de sua última peça de teatro, Maria Alice Vergueiro, uma atriz septuagenária acometida pelo mal de Parkinson, vive a aclamação da crítica e a indiferença da indústria, enquanto tenta encarar o grotesco da morte oscilando entre o horror e o risível.

.
Filmes relacionados ao universo da pintura

- Um Autêntico Vermeer, de Rudolf Van Den Berg

Baseado em fatos reais, o filme narra a história de um jovem e talentoso pintor holandês da década de 1920, Han van Meegeren. Ele se apaixona por Jolanka, a esposa do crítico de arte mais importante da Holanda, e ganha assim um poderoso inimigo, que destrói sua carreira. Decidido a se vingar, o artista produz uma falsificação perfeita de um quadro de Johannes Vermeer para enganar o mundo da arte e humilhar seu desafeto.

- Paula, de Christian Schwochow

A pintura é um ofício inaceitável para uma mulher na Alemanha dos anos 1900, mas Paula Becker está determinada a seguir suas próprias regras. Ela cresce em Worpswede, uma comunidade artística do interior, onde fica amiga da artista plástica Clara Westhoff e do poeta Rainer Maria Rilke. Ao se casar com o pintor Otto Modersohn, Paula espera encontrar sua alma gêmea criativa, mas os cinco anos seguintes de vida doméstica cobram seu preço. Ela, então, viaja sozinha a Paris, onde embarca em uma jornada de realização pessoal e profissional.

- Maresia, de Marcos Guttmann

Gaspar Dias é um perito de arte especializado na obra de Emilio Vega, um pintor que morreu há 50 anos. A inesperada visita de Inácio Cabrera em busca de autenticidade para mais um quadro supostamente da autoria de Vega, de quem diz ter sido amigo na juventude, abala as convicções de Gaspar com revelações perturbadoras. Cabrera desmente várias ideias do especialista a respeito do artista, com informações de difícil comprovação. Afinal, quem é o verdadeiro Vega?

.
Filmes que abordam o universo da dança

Gaga – O Amor Pela Dança, de Tomer Heymann

Filmado ao longo de oito anos, o documentário captura a beleza elusiva do mundo de Ohad Naharin, renomado coreógrafo e diretor artístico da Companhia de Dança Batsheva, de Tel Aviv. Por meio de imagens de ensaios, de um vasto e inédito material de arquivo e de sequências de dança impressionantes, o documentário mostra ao público o processo criativo por trás dessas performances únicas e conta a história de um gênio que redefiniu a linguagem da dança moderna.

- Olhando Pras Estrelas, de Alexandre Peralta

Olhando pras Estrelas é o retrato de duas dançarinas que fazem parte da única escola de balé para cegos do mundo — a Associação Fernanda Bianchini, localizada em São Paulo.

- The Fits, de Anna Rose Holmer

Toni é uma garota de 11 anos que está fascinada pela equipe de dança que treina no mesmo ginásio onde ela luta boxe. Apaixonada pelo poder e pela confiança das dançarinas, ela passa cada vez menos tempo lutando com o seu irmão mais velho e acaba entrando para o grupo. Enquanto descobre a alegria de dançar e a camaradagem feminina, Toni tem de lidar com a própria identidade nesse novo círculo social em que se encontra.

.
Filmes que abordam o universo da fotografia

- O Clique Único de Assis Horta, de Jorge Bodanzky

Documentário sobre o fotógrafo mineiro Assis Horta, que imortalizou o patrimônio arquitetônico e a sociedade de Diamantina.

- Ascent, de Fiona Tan

Composto inteiramente por fotografias, este é um experimento fílmico que se equilibra entre documentário e ficção, fotografia e cinema, no qual uma mulher inglesa e seu falecido parceiro, Hiroshi, guiam o caminho. Quatro mil e quinhentas fotos do Monte Fuji nos últimos 150 anos formam a base de Ascent.

- Improvável Encontro, de Lauro Escorel

Totalmente realizado sobre fotografias de José Medeiros e Thomaz Farkas, o filme narra suas trajetórias, seu encontro, o desenrolar da sua amizade e as influências recíprocas. Por meio do diálogo entre as imagens, o documentário nos mostra a contribuição que os jovens Medeiros e Farkas deram para a consolidação da moderna fotografia brasileira e para o estabelecimento de uma nova representação visual do país.

- Shot! O Mantra Psico-Espiritual do Rock, de Barney Clay

Uma lenda da fotografia, Mick Rock é mais conhecido pelas fotos icônicas de David Bowie, Lou Reed, Iggy Pop, Queen e muitos outros músicos. O próprio Mick nos guia por suas experiências caóticas e psicodélicas, como um guardião da história visual desses mitos.

.
Filmes que abordam o universo da poesia

- Paterson, de Jim Jarmusch

Paterson é um motorista de ônibus da cidade de Paterson, Nova Jersey. Diariamente, o homem repete uma rotina simples: dirige sua rota, observando a cidade que se revela pela janela e ouvindo fragmentos de conversas que o rodeiam; escreve poesias em um caderno; passeia com o cachorro; para em um bar, bebe uma cerveja e, depois, volta para casa para encontrar a esposa, Laura. O filme observa silenciosamente as vitórias e derrotas da vida cotidiana, e a poesia que se evidencia nos pequenos detalhes.

- Poesia Sem Fim, de Alejandro Jodorowsky

Durante os emocionantes anos 1940 e 1950 em Santiago, Alejandrito Jodorowsky, jovem de 20 anos, decide se tornar poeta contra a vontade de sua família. Ele é introduzido ao círculo íntimo dos artistas e intelectuais e conhece Enrique Lihn, Stella Diaz, Nicanor Parra e tantos outros promissores e anônimos escritores que, depois, se tornarão mestres da literatura moderna latino-americana.

- O Silêncio da Noite é que Tem Sido Testemunha das Minhas Amarguras, de Petrônio Lorena

Rodado nas cidades de São José do Egito, em Pernambuco, e Ouro Velho e Prata, na Paraíba, o documentário tem como personagem a própria poesia, presente no cotidiano da população que vive na fronteira entre os dois estados. Nas festas, nas casas, nas ruas, nos mercados, em barbearias e bares, a verve poética aparece na voz dos descendentes de célebres vates do sertão e dos habitantes que convivem com essa tradição.

- Correspondências, de Rita Azevedo Gomes

O filme foi inspirado pela troca de cartas entre dois poetas portugueses, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena, durante o exílio de Sena entre 1957 e 1978. Por questões políticas e outros motivos, Jorge de Sena se mudou para o Brasil e depois para os EUA, onde seguiu carreira acadêmica. Ele nunca retornou ao seu país. A correspondência é um testemunho da busca por liberdade durante o regime fascista em Portugal.

.
Filmes que tratam de temáticas indígenas

- Antes o Tempo Não Acabava, de Fábio Baldo e Sérgio Andrade

Em conflito com as tradições do seu povo, um jovem indígena enfrenta os líderes da sua comunidade na periferia de Manaus para morar sozinho no centro da cidade.

- O Sonho de Mara’Akame, de Federico Cecchetti

Nieri é um jovem da etnia indígena huichol que sonha em viajar com sua banda para tocar na Cidade do México. Ele enfrenta a oposição do pai, que é um Mara´akame, espécie de xamã huichol, e que tem planos diferentes para o filho. Nieri deve encontrar o cervo azul em seus sonhos para que também se torne um Mara´akame.

- O Jabuti e a Anta, de Eliza Capai

A seca em São Paulo é o ponto de partida da viagem. Inquieta com as imagens dos reservatórios vazios no sudeste do Brasil, uma documentarista busca entender essas obras faraônicas, agora construídas no meio da floresta amazônica. Entre os rios Xingu, Tapajós e Ene ecoam vozes de ribeirinhos, pescadores e povos indígenas atropelados pela chegada do chamado desenvolvimento. Um boat movie e uma reflexão sobre os impactos de nossos estilos de vida.

.
Filmes que retratam a terceira idade

- A Família, de Shumin Liu

Liu e Deng têm 70 anos, estão casados por quase meio século e vivem em uma pequena cidade do interior da China. Como os filhos são muito ocupados para visitar os pais, Liu e Deng decidem fazer uma longa viagem para encontrá-los. Nessa jornada, os dois vão fazer tudo o que estiver ao seu alcance para manter a família unida, apesar da distância.

- A Boa Esposa, de Mirjana Karanovic

Quando Milena é diagnosticada com câncer e, ao mesmo tempo, descobre o terrível passado de seu até então marido ideal, ela começa a passar por um despertar do paraíso suburbano em que pensava viver.

- Ghashang & Farang, de Vahid Mousaaian

Ghashang e Farang são irmãs já idosas que decidem viver juntas após a morte do marido de uma delas. Bachman, o filho de Ghashang, une-se às duas depois de se divorciar da mulher, uma pintora que o deixou por causa de sua obsessão por filmes e pela escrita. A filha deles, Fara, também desaprova o idealismo do pai. Vahid, primo de Bachman, é presença constante na casa. Um dia, Bachman é atingido por um carro e entra em coma.

- Mr. Pig, de Diego Luna

Ambrose Eubanks é um criador de porcos da Geórgia que está prestes a perder a fazenda da família. Para salvar Howard, seu amado e gigantesco porco, ele cruza a fronteira do México à procura de um novo lar para o animal. A saúde delicada e o alcoolismo, no entanto, começam a atrapalhar seus planos, e Eunice, sua filha, é obrigada a se juntar aos dois nessa aventura.

.
Filme que abordam a questão dos refugiados

- Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé

Uma criação coletiva entre o MSTC (Movimento Sem Teto do Centro), o GRIST (Grupo Refugiados e Imigrantes Sem Teto) e a Escola da Cidade, o filme narra a trajetória de um grupo de refugiados que divide com os sem-teto uma ocupação no centro de São Paulo. Na tensão diária pela ameaça de despejo, revelam-se pequenos dramas, alegrias e diferentes visões de mundo dos ocupantes.

- Exodus – De Onde Eu Vim Não Existe Mais, de Hank Levine

Um retrato das dramáticas e íntimas histórias de refugiados de diferentes partes do mundo que tiveram de deixar suas casas por motivos distintos. Durante dois anos, o filme acompanha as jornadas de Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow, e mostra o desenrolar de seus destinos diante de um mundo pautado por fronteiras abertas e fechadas.

- A Vida na Fronteira, de Basmeh Soleiman, Delovan Kehka e outros diretores

O destino de milhares de pessoas se conecta sob as lonas dos campos de refugiados em Kobani e Shengal, na fronteira da Síria com o Iraque. O cineasta curdo Bahman Ghobadi deu a oito crianças a oportunidade de usar uma câmera para contar suas próprias histórias. Cada capítulo nos dá uma amostra da situação delas, a partir de seus respectivos olhares.

- #Minhafuga, de Elke Sasse

O documentário acompanha refugiados da Síria, do Afeganistão e da Eritreia arriscando suas vidas em busca de um pouco de liberdade e segurança. As histórias são contadas pelo olhar dos retratados, por meio das lentes dos celulares que os seguem e de entrevistas que narram suas trajetórias.

.
Filmes sobre conflitos de identidade

- Ederly, de Piotr Dumala

Na cidade de Ederly, calendários não fazem sentido. Verão e inverno podem se seguir de um dia para o outro. E isso não é uma surpresa para ninguém. Quando um homem aparece na cidade, no entanto, afirmando que está ali para trabalhar como restaurador de esculturas, ele vira a sensação do lugar. Os residentes veem nele um morador que desapareceu há 20 anos. Baseados em feições identificáveis, dão ao forasteiro uma série de identidades. De repente, ele se torna filho, irmão, noivo e amante de diferentes pessoas.

- Tramontane, de Vatche Boulghourjian

Rabih, um jovem cego, vive em uma pequena vila no Líbano. Ele canta em um coral e edita documentos em Braille para sobreviver. Sua vida desmorona quando, ao solicitar um passaporte, descobre que seu documento de identidade é uma falsificação. O rapaz então viaja por toda a zona rural libanesa em busca de um registro de seu nascimento. Nas periferias distantes dos centros urbanos, Rabih conhece pessoas que contam as suas próprias histórias e que têm mais perguntas a fazer do que dar a ele pistas sobre sua verdadeira identidade.

- O Futuro da História, de Fiona Tan

Parte ficção, parte documentário e parte ensaio, o filme segue os passos de um homem sem memória, conhecido apenas como “MP” —missing person, do inglês, ou pessoa desaparecida, em português—, que sai de sua casa em uma jornada em busca de recordações e, talvez, de uma nova identidade.

- Soy Nero, de Rafi Pitts

Nero é um garoto mexicano de 19 anos que foi deportado dos Estados Unidos. Depois de várias tentativas, ele finalmente consegue voltar à terra prometida. Como última chance de escapar de sua realidade desesperadora, o jovem decide se alistar no Exército americano para conseguir o “green card”, um atalho para a cidadania. Ele se vê perdido em uma paisagem desolada, onde as fronteiras entre ser um imigrante uniformizado e um militar americano são difíceis de notar. Mas logo fica claro que, enquanto um soldado luta por uma nação, Nero, o “soldado do ‘green card’”, luta para ter uma identidade.

- Tharlo, de Pema Tseden

Tharlo tem 40 anos e possui uma memória notável que lhe permite recitar o pequeno Livro Vermelho de Mao. Ele tem uma rotina pacata e solitária com suas centenas de ovelhas nas montanhas do Tibete. No entanto, sua vida vira de cabeça para baixo ao ser convidado a ir à cidade para tirar uma foto para o seu primeiro cartão de identidade. O fotógrafo o envia a uma cabeleireira bela e jovem, que logo se mostra interessada por Tharlo e pelo seu rabo de cavalo.

.
Filmes ligados ao universo do cinema fantástico

- Zoology, de Ivan I. Tverdovsky

Natasha é uma mulher de meia-idade que trabalha em um zoológico e que ainda mora com a mãe numa pequena cidade litorânea. Ela se vê presa em uma entediante rotina até que um dia descobre que um rabo está nascendo em seu corpo, o que faz sua vida virar do avesso.

- Invasão Zumbi, de Yeon Sang-Ho

Um misterioso surto viral deixa a Coreia em estado de emergência. Enquanto o vírus não identificado se alastra pelo país, o governo declara lei marcial. Todos que estão no trem expresso para Busan, uma cidade que defendeu com sucesso essa epidemia, devem lutar por sua própria sobrevivência.

- A Atração, de Agnieszka Smoczynska

Duas irmãs sereias nadam para fora do mar e acabam parando em uma casa noturna de Varsóvia. Elas são selvagens, bonitas e famintas por vida. Enquanto se tornam estrelas durante a noite, uma delas se apaixona por um jovem baixista. Isso as fará questionar seus laços de irmandade e, consequentemente, a fazer escolhas, muitas vezes cruéis e sangrentas.

- A Repartição do Tempo, de Santiago Dellape

Num rincão esquecido da vasta burocracia brasileira, um chefe usa uma máquina do tempo para duplicar seus funcionários e aumentar a produtividade da repartição.

- Dolores, de Michael Rosel

Georg Letterer é um introvertido modelador que constrói maquetes obsessivamente detalhadas. Ele recebe uma encomenda de Dolores Moor, uma famosa atriz hollywoodiana, para fazer um modelo de sua extravagante mansão modernista. Georg trabalha incansavelmente na encomenda, ao mesmo tempo em que se apaixona pela inatingível Dolores. Até que um dia descobre um poder incomum: ele é capaz de influenciar a realidade da casa por meio da maquete que está construindo.

- Mata Atlântica, de Nicolas Klotz e Elizabeth Perceval

Antigamente, a mata atlântica estendia-se da Argentina ao Paraguai. Hoje, praticamente desapareceu. Em pleno centro de São Paulo, o Parque Trianon é habitado pelos espíritos dessa imensa floresta. Uma jovem desaparece no parque, um empregado é preso pela polícia. Logo, outras garotas começam a sumir.

- Muito Romântico, de Gustavo Jahn e Melissa Dullius

Melissa e Gustavo atravessam o oceano Atlântico em busca de uma vida nova em Berlim. Eles seguem seu caminho fazendo filmes, amizades e música, mas um segredo revelado faz o medo vir à tona. Os dois perdem o rumo, até o dia em que encontram um portal para o cosmos, expandindo a travessia para além do tempo e do espaço.

.
Filmes com tramas sobre investigações

Aloys, de Tobias Nolle

Aloys, um solitário investigador particular, é contatado por uma misteriosa mulher que o leva a um jogo mental conhecido como “telefone andante”. Fascinado por sua voz, ele descobre um universo imaginário que o permite sair de seu isolamento.

- O Afogamento, de Bette Gordon

Tom Seymour, um psicólogo infantil, mergulha em um rio quase congelado para resgatar um homem afogado. Para sua surpresa, ele percebe que o sujeito é o mesmo que foi condenado por um chocante assassinato 12 anos antes, em um julgamento no qual depôs como especialista. Quando o rapaz reaparece na vida de Tom, ele é arrastado para uma nova e perigosa investigação do caso.

- A Dragon Arrives!, de Mani Haghighi

O detetive Babak Hafizi recebe a missão de investigar o suicídio aparentemente suspeito de um preso político exilado em um remota ilha no Golfo Pérsico. Em um navio abandonado próximo a um antigo cemitério no deserto, Hafizi descobre um mistério ainda maior. A paranoia e a alucinação tomam conta dele enquanto a investigação continua e a verdade permanece escondida. Cinquenta anos depois, uma antiga caixa é descoberta nos fundos de um armário e seu conteúdo joga uma estranha luz sobre esse enigma.

- Aranha Vermelha, de Marcin Koszalka

Cracóvia, 1967. Os pais de Karol gostariam que seu filho estudasse medicina, mas ele passa seu tempo praticando saltos ornamentais, enquanto observa tudo ao seu redor de maneira impassível. Com uma vida desprovida de emoções, suas atenções concentram-se no rastro de um assassino em série que já matou mais de dez pessoas. Enquanto sua cidade é dominada pelo medo, Karol se coloca no caminho desse criminoso, no que parece ser a única maneira de sentir-se realmente vivo.

- Conspiração da Fé, de Hans Petter Moland

Os irmãos Samuel e Magdalena, que cresceram em uma comunidade religiosa na Dinamarca, desaparecem subitamente. Enquanto isso, no departamento de polícia de Copenhague, um pedido de ajuda escrito oito anos antes por um menino em cativeiro é encontrado em uma garrafa no mar. Carl Mørck e seu assistente Assad, da divisão de casos sem solução, descobrem uma conexão entre essas duas histórias. Quando começam a investigar essa comunidade religiosa, encontram um longo rastro de sequestros e assassinatos.

.
Filmes que levantam conflitos morais

- A Garota Desconhecida, de Jean-Pierre e Luc Dardenne

Certa noite, após encerrar o expediente, Jenny, uma jovem médica, ouve a campainha tocar mas decide não atender. No dia seguinte, a polícia a informa de que uma mulher não identificada foi encontrada morta perto da clínica onde Jenny trabalha.

- O Anjo Ferido, de Emir Baigazin

Quatro contos morais sobre quatro jovens tentando sobreviver em uma aldeia pobre do Cazaquistão: Balapan, uma vítima de bullying que não pretende reagir; Zharas, cujo pai acabou de sair da prisão e que então assume a responsabilidade de sustentar sua família; Zhaba, que trabalha juntando sucatas de metal e procura por um tesouro secreto guardado por um grupo de crianças desajustadas; e Aslan, que teme que seus estudos médicos sejam afetados depois que sua namorada engravida.

- Hristo, de Grigor Lefterov e Todor Matsanov

Hristo é um antigo morador de rua que conseguiu arrumar um emprego e alugar um local para morar. Ele faria qualquer coisa para ter uma vida normal. Apesar de trabalhar duro, um dia o rapaz é demitido e, assim, forçado a voltar a viver nas ruas. O tempo passa, ele tenta, mas não consegue encontrar uma nova ocupação. A vida fica mais difícil no inverno e Hristo chega aos limites da sobrevivência: certa noite, quase mata um homem com o objetivo de tomar o seu emprego. Tudo vai bem até o ponto em que ele enfrenta uma escolha — salvar a vida de seu amigo ou perder o trabalho novamente.

- 24 Semanas, de Anne Zohra Berrached

Astrid é uma comediante que, com seis meses de gravidez, descobre que seu filho terá sérios problemas ao nascer. Ela e Marcus, seu marido, têm uma escolha a fazer, mas pouco tempo para isso. Com uma personalidade forte e uma resposta espirituosa para tudo, a mulher agora se sente perdida. Sem conseguir continuar com sua rotina, Astrid sabe que apenas ela pode tomar essa difícil decisão.

- Glory, de Kristina Grozeva e Petar Valchanov

Tsanko Petrov, um trabalhador ferroviário, encontra uma enorme quantia de dinheiro nos trilhos do trem. Ele entrega todo o montante para a polícia, que o recompensa com um novo relógio de pulso, que logo para de funcionar. Enquanto isso, Julia Staikova, chefe do departamento de relações públicas do Ministério dos Transportes, perde o antigo relógio de Petrov. Ele começa então uma luta desesperada para obter seu velho relógio de volta, assim como sua dignidade.

- Quarta-feira, de Soroush Mohamadzadeh (http://40.mostra.org/br/filme/8849-QUARTA-FEIRA)

Há dois anos, durante a cerimônia de noivado de Akram, seu pai é morto em uma briga com um parente próximo do noivo. Em pouco tempo, o homem é condenado à morte. Hoje, é o dia em que a sentença foi aprovada, e Akram e sua família devem ir ao tribunal para pedir a execução.

.
Filmes que falam sobre tradições rompidas

- Lobo e Ovelha, de Shahrbanoo Sadat

Na zona rural do Afeganistão, o pastoreio é feito por crianças, que dominam as montanhas e, apesar de não haver adultos por perto, conhecem todas as regras. Sabem, por exemplo, que meninos e meninas não podem ficar juntos. O grupo de crianças acredita que Sediqa, de 11 anos, seja amaldiçoada. Qodrat, da mesma idade, também se torna motivo de boatos quando sua mãe se casa novamente com um homem velho, que já tem duas esposas. Qodrat vaga sozinho nas partes mais isoladas das montanhas, onde conhece Sediqa, e os dois se tornam amigos.

- Para Onde, Senhora?, de Manuela Bastian

Tornar-se motorista de táxi é o maior sonho de Devki. Para isso, ela precisa primeiro enfrentar o pai, depois o marido, e, por fim, até mesmo o padrasto.

- Tempestade de Areia, de Elite Zexer

Durante uma festa de casamento em uma vila de beduínos em Israel, Jalila se vê na embaraçosa posição de ser anfitriã da união do marido com uma segunda mulher muito mais jovem. Durante a celebração, ela descobre o envolvimento da filha mais velha, Layla, com um garoto da universidade — uma relação proibida, que envergonharia a família. Jalila tenta conter a situação, reprimindo a garota, mas Layla quer uma vida diferente para si.

- Sámi Blood, de Amanda Kernell

Elle Marja, de 14 anos, é uma garota da etnia sámi. Exposta ao racismo dos anos 1930 e a exames biológicos em seu colégio interno, ela passa a sonhar com outra vida. Para alcançá-la, a jovem tem que se tornar outra pessoa e cortar todos os laços com sua família e sua cultura.

- Tanna, de Bentley Dean e Martin Butler

Em uma das últimas sociedades tribais do mundo, uma jovem rompe com seu casamento arranjado para fugir com seu amante, desencadeando uma guerra que ameaça o futuro da tribo.

.
Filmes que discutem questões metafísicas

Então Morri, de Bia Lessa e Dany Roland

A vida de uma mulher, do nascimento até a morte. O personagem foi vivido por diferentes pessoas, de diferentes idades, em diferentes regiões do Brasil, a partir de registros dos acontecimentos que são comuns a todos os humanos. O mistério do nascimento, as celebrações da nossa cultura, o crescimento e degeneração do corpo, a morte e as questões que envolvem herança de conhecimento.

- Somos Todos Estrangeiros, de Germano Pereira

O filme tem como referência O Estrangeiro, romance de Albert Camus. Por isso, busca um tratado existencial e sensível do humano.

- Tempo, de Manuel Valcárcel

Durante o primeiro ano de vida de uma menina, a relação entre seres humanos e a natureza é mostrada no curso do tempo.