Ocorrida na noite desta terça (17), a abertura da 13ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte foi marcada pela homenagem à produtora mineira Filmes de Plástico, formada pelos diretores André Novais Oliveira, Gabriel Martins e Maurílio Martins e pelo produtor Thiago Macêdo Correia.

O grupo de Contagem, que em 2019 completou dez anos de atuação, anunciou o seu mais novo projeto de longa-metragem, Vicentina Pede Desculpas, que terá direção de Gabriel Martins e será feito em parceria com a RT Features, do produtor Rodrigo Teixeira (Me Chame Pelo Seu Nome, Frances Ha). As filmagens estão previstas para 2020.

“É um prazer para nós produzirmos um roteiro tão sensível, de um projeto tão especial. O filme será totalmente financiado (de maneira privada), não utilizará recursos públicos. Esperamos contribuir para que este e outros filmes da produtora mineira conquistem o mundo”, declarou Teixeira sobre o projeto, que tem como protagonista uma mãe que, após ver o filho envolvido em um grave acidente de ônibus, passa a procurar as famílias das vítimas.

Também produzido pela RT Features, o longa A Vida Invisível, dirigido por Karim Aïnouz, foi exibido em pré-estreia nacional na abertura da 13ª CineBH. O trabalho, vencedor do prêmio máximo da mostra Un Certain Regard no Festival de Cannes e representante brasileiro na busca por uma indicação ao Oscar 2020, conta a história das irmãs Eurídice (Carol) e Guida (Julia), separadas na juventude, nos anos 1950, por conta de uma gravidez inesperada. Adaptado do livro de Martha Batalha, o filme atravessa décadas e gerações ao seguir a tentativa de ambas em se reencontrarem num Brasil marcado pela opressão, machismo e preconceito.

Com cobertura do Cine Festivais, a mostra mineira segue até o dia 22 de setembro, com vasta programação gratuita de filmes, debates, masterclasses, rodas de conversa e a realização do 10º Brasil CineMundi, encontro de coprodução do cinema brasileiro. Serão cinco espaços culturais ocupados na cidade: Fundação Clóvis Salgado (Palácio das Artes), Sesc Palladium, Cine Theatro Brasil Vallourec, Teatro Sesiminas e MIS Cine Santa Tereza. A mostra exibe 85 filmes nacionais e internacionais, entre pré-estreias e retrospectivas (24 longas, 3 médias e 58 curtas-metragens), num total de 43 sessões de cinema, produções de 11 estados brasileiros e o Distrito Federal (BA, DF, ES, MG, PB, PE, PR, RJ, RS, SC, SE, SP) e seis países (Argentina, Brasil, Colômbia, EUA, França e Portugal).