O filme Ventos de Agosto, primeiro longa-metragem de ficção do diretor pernambucano Gabriel Mascaro, recebeu menção honrosa na 67ª edição do Festival de Locarno neste sábado (16). O trabalho foi o único do país a ser exibido na competição oficial do evento suíço. O júri que concedeu o prêmio foi presidido pelo italiano Gianfranco Rosi e contou com a brasileira Alice Braga.

Ventos de Agosto conta a história de Shirley, personagem que deixou a cidade grande para viver em uma pequena e pacata vila litorânea cuidando de sua avó. Ela tem um relacionamento com Jeison, com quem viverá uma jornada sobre perda e memória, a vida e a morte, o vento e o mar. O filme será exibido no Brasil em setembro, no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, e tem estreia comercial prevista para novembro, com distribuição pela Vitrine Filmes. 

O Leopardo de Ouro, concedido ao melhor filme, foi atribuído ao filme filipino Mula sa kung ano ang noon (From What Is Before, em inglês), de cinco horas e meia de duração. O trabalho conta a história de um povoado isolado nas Filipinas em 1972, durante a ditadura de Ferdinand Marcos, onde coisas estranhas acontecem. O público paulistano pôde conhecer o trabalho de Diaz no ano passado, quando a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo lhe dedicou uma retrospectiva.

Veja a seguir a lista com os principais premiados do 67º Festival de Locarno.

 

Melhor Filme (Leopardo de Ouro) – “From What Is Before” de Lav Diaz, Filipinas

Prêmio Especial do Júri – “Listen Up Philip”, de Alex Ross Perry, Estados Unidos

Menção Honrosa – “Ventos de Agosto”, de Gabriel Mascaro, Brasil

Melhor Direção – Pedro Costa, de “Cavalo Dinheiro”, Portugal

Melhor Atriz – Ariane Labed, de “Fidelio, L’Odyssée D’Alice”, dirigido por Lucie Borleteau, França

Melhor Ator – Artem Bystrov, de “The Fool”, dirigido por Yury Bykov, Rússia

Melhor Filme de Estreia – “Songs from North”, de Soon-mi YOO, Estados Unidos/Coreia do Sul /Portugal