Quintal, novo trabalho do diretor mineiro André Novais Oliveira, foi selecionado para a Quinzena dos Realizadores, mostra paralela do Festival de Cannes que acontece entre os dias 14 e 24 de maio.

O curta-metragem é o único filme brasileiro na programação do evento. André já havia participado da Quinzena em 2013, com o curta Pouco Mais de Um Mês, que ganhou uma menção especial na ocasião.

Assim como em Ela Volta na Quinta, seu primeiro longa-metragem – previsto para estrear neste ano no circuito comercial -, Quintal tem familiares do diretor, como a mãe (Maria José Novais) e o pai (Norberto Oliveira), no elenco.

Sócio, junto com os diretores Gabriel e Maurílio Martins e com o produtor Thiago Macêdo Correia, da produtora Filmes de Plástico, André Novais Oliveira dirigiu também os curtas-metragens Fantasmas e Uma Homenagem a Aluizio Netto, entre outros trabalhos.

No ano passado, o diretor falou ao Cine Festivais sobre a sua trajetória no cinema. Na playlist abaixo você pode ver os vídeos com as principais falas da entrevista.

 

 

Conheça a seguir todos os selecionados para a Quinzena dos Realizadores 2015.

 

Longas-metragens

A Perfect Day, de Fernando León de Aranoa /1h46

Allende mi abuelo Allende, de Marcia Tambutti /1h37

As mil e uma noites (Les Mille et une nuits), de Miguel Gomes

Volume 1, o inquieto (l’inquiet) – 2h05

Volume 2, o desolado (le désolé) – 2h11

Volume 3, o encantado (l’enchanté) – 2h05

Les Cowboys, de Thomas Bidegain /1h54

Dope, de Rick Famuyiwa / 1h45

El abrazo de la serpiente, de Ciro Guerra / 2h05

Fatima, de Philippe Faucon / 1h18

Gokudo daisenso (Yakuza Apocalypse : The Great War of the Underworld), de Takashi Miike / 1h55

Green Room, de Jeremy Saulnier /1h34

Much Loved, de Nabil Ayouch / 1h45

Mustang, de Deniz Gamze Ergüven / 1h40

L’Ombre des femmes, de Philippe Garrel / Filme de abertura / 1h10

Peace to Us in Our Dreams, de Sharunas Bartas / 1h42

Songs My Brothers Taught Me, de Chloé Zhao / 1h34

Efterskalv (The Here After), de Magnus von Horn / 1h42

Le Tout Nouveau Testament, de Jaco Van Dormael / 1h43

Trois souvenirs de ma jeunesse, de Arnaud Desplechin / 2h


Curtas-metragens

Bleu Tonnerre, de Jean-Marc E. Roy & Philippe David Gagné / 21 min

Calme ta joie, de Emmanuel Laskar / 24 min

El pasado roto, de Martín Morgenfeld & Sebastián Schjaer / 17 min

Kung Fury, de David Sandberg / 30 min

Pitchoune, de Reda Kateb / 23 min

Provas, Exorcismos, de Susana Nobre / 25 min

Pueblo, de Elena Lopez Riera / 30 min

Quelques secondes, de Nora El Hourch / 16 min

Quintal, de André Novais Oliveira / 18 min

Rate Me, de Fyzal Boulifa / 15 min

The Exquisite Corpus, de Peter Tscherkassky / 18 min